Fabricantes de vacinas aprovadas no Brasil não vão negociar com setor privado



Fabricantes de vacinas aprovadas no Brasil não vão negociar com setor privado

Nenhuma das quatro fabricantes de vacinas contra a covid-19 aprovadas no Brasil planeja negociar a venda do produto para o setor privado. Em notas enviadas ao Estadão nesta quarta-feira (7) as farmacêuticas Pfizer, Janssen, AstraZeneca e o Instituto Butantan destacaram que têm contratos com o governo federal e priorizam o fornecimento de imunizantes contra o novo coronavírus para o setor público. A Fiocruz, responsável por fabricar os imunizantes Oxford/AstraZeneca no País, também disse que toda a produção vai para a campanha do Ministério da Saúde.



por redação Busão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OMS cita Brasil como lugar de ‘perda de controle’ sobre covid-19



OMS cita Brasil como lugar de ‘perda de controle’ sobre covid-19

O diretor executivo da Organização Mundial de Saúde (OMS), Mike Ryan, citou nesta quarta-feira (14), o Brasil como um caso de “perda de controle” na luta contra a pandemia. Durante sessão virtual de perguntas e respostas da entidade sobre a covid-19, Ryan afirmou que a situação atual no mundo é “muito instável”, com piora nos números. “Infelizmente estamos vendo muitas mortes em muitos países”, comentou.



por redação Busão

Queiroga anuncia 15,5 milhões de doses de vacina da Pfizer até junho



Queiroga anuncia 15,5 milhões de doses de vacina da Pfizer até junho

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, informou hoje (14) que a Pfizer vai antecipar, para o primeiro semestre, a entrega de 2 milhões de doses da vacina contra covid-19 para o Brasil. O governo brasileiro tem um contrato com a farmacêutica para a entrega 100 milhões de doses até o final do ano.



por redação Busão